Home Mercado de trabalho Os 10 comportamentos esperados do profissional do futuro

Os 10 comportamentos esperados do profissional do futuro

by Equipe Alstra
Os 10 comportamentos esperados do profissional do futuro

O mercado de trabalho passa hoje por uma grande transição. Muitas habilidades que eram fundamentais no passado já não são tão importantes hoje – e serão menos ainda no futuro.

A chave para o profissional continuar relevante no mercado é se manter sempre atualizado com as novas tendências.

É possível adiantar que algumas habilidades técnicas terão uma importância menor conforme a tecnologia avança, enquanto as habilidades sociais terão um peso cada vez maior.

Habilidades sociais serão grandes requisitos do profissional do futuro

Habilidades sociais serão grandes requisitos do profissional do futuro

Habilidades sociais serão grandes requisitos do profissional do futuro

Vale lembrar que habilidades sociais são aquelas pelas quais as pessoas conseguem expressar seus desejos e sentimentos com clareza. Um bom exemplo disso é o profissional demonstrar domínio da inteligência emocional.

Apesar desse requisito parecer uma característica pessoal, ele não é. Esta habilidade social está ligada a um tipo determinado de comportamento: como a pessoa reage a um problema, uma provocação ou até mesmo à pressão de prazos e metas.

São características que têm um peso grande não apenas na contratação de novos talentos, mas também na escolha de líderes e na decisão de futuras promoções.

Quando a empresa consegue ter este olhar no momento da contratação, ela é capaz de reunir profissionais que, com uma postura adequada, poderão solucionar problemas de forma rápida e eficaz, evitando desgastes desnecessários.

Portanto, além de todo o conhecimento técnico necessário para se manter e crescer dentro da sua profissão, o profissional do futuro deverá desenvolver comportamentos que o complementem também no quesito social.

Os 10 comportamentos esperados do profissional do futuro

Os 10 comportamentos esperados do profissional do futuro

Os 10 comportamentos esperados do profissional do futuro

Sendo assim, podemos notar que os 10 comportamentos esperados do profissional do futuro são:

1 – Inteligência emocional: essencial para dirimir conflitos diários e, também, para se relacionar com diferentes tipos de colegas e situações.

Com ela, o profissional terá a compreensão e capacidade adequada para entender as necessidades dos demais e, ainda assim, manter as suas próprias emoções em equilíbrio.

2 – Capacidade de decisão: em qualquer empresa é fundamental tomar boas decisões e, também, ter um comprometimento com a escolha feita. Lembre-se de que um bom gestor é aquele que toma decisões rápidas e assertivas, sem protelar diante de situações complexas.

Uma forma de exercitar a capacidade de decisão é fazer pequenas escolhas rápidas no dia como, por exemplo, a roupa que irá vestir, qual trajeto tomar até o trabalho, aonde vai almoçar, qual prato pedir, etc. Podem parecer escolhas simples e irrelevantes, mas muitas pessoas se mostram não conseguem decidir essas coisas rapidamente.

3 – Solucionar problemas complexos: esta é, sem dúvida, uma das principais habilidades de um profissional do futuro e, para isso, é necessário estudos, inteligência emocional e, também, saber fazer escolhas certas e tomar decisões em momento oportuno.

É a união dos dois primeiros itens desta lista, aliados a um pensamento analítico e a capacidade de enxergar a situação como um todo. Muitos profissionais ficam paralisados diante de problemas porque passam tempo demais presos a detalhes irrelevantes.

4 – Saber negociar: saber negociar, expor suas ideias de forma clara e, ainda, delegar tarefas são qualidades excelentes em um bom profissional.

A arte da negociação é fundamental não apenas no fechamento de contratos, mas também na forma de se relacionar com a equipe, no gerenciamento de crises e conflitos e, obviamente, na gestão da própria carreira.

5 – Capacidade de gestão: saber gerir pessoas dentro de uma empresa é o segredo para uma melhora da produtividade dos demais.  Com um bom gestor os funcionários se sentem acolhidos e, por isso, trabalham para dar o seu melhor.

Mas o profissional do futuro deve desenvolver, também, a capacidade de autogerenciamento.

A figura do ‘chefe’, que diz o que deve ser feito e fica cobrando todo mundo é algo do passado. Hoje o líder desempenha um papel mais humano, apenas indicando o caminho que deve ser trilhado e deixando a equipe livre para escolher como chegará lá.

Por isso, a disciplina de saber gerenciar a si próprio é algo imprescindível para o futuro.

6 – Saber orientar: não saber orientar significa perder clientes e, consequentemente, dinheiro. E é por isso que cada vez mais empresas buscam no mercado de trabalho, pessoas que possuem a habilidade de orientar.

E para conseguir dar um direcionamento correto, é necessário que ele conheça bem o mercado, o produto e os seus clientes.

O profissional do futuro deverá se antecipar às necessidades dos clientes e estar pronto para oferecer as melhores soluções de acordo com o perfil de cada um.

7 – Saber coordenar: um bom coordenador deve saber liderar. Por isso, é importante que o profissional saiba se comunicar com diferentes tipos de pessoas e ainda consiga motivar e desenvolver os demais à sua volta – ele deve extrair o melhor de cada um.

Com um bom coordenador a empresa consegue ter profissionais capacitados, motivados e produtivos, aumentando sua participação no mercado e, consequentemente, suas vendas.

8 – Pensamento crítico: ter um pensamento crítico significa ter um pensamento estratégico. O profissional consegue observar a situação e se despir de toda crença pessoal para analisar e resolver um problema.

Ao desenvolver o pensamento crítico, o profissional do trabalho a ser entregue, não se contentando apenas com o ‘bom’, mas buscando o ‘ótimo’ sempre que possível.

E ele deve, é claro, também estar aberto às críticas externas.

9 – Flexibilidade cognitiva: é quando nosso cérebro consegue passar de um conceito para outro. É a capacidade de mudar de pensamento de forma rápida.

Boa parte das pessoas não conseguem fazer esta transição de forma rápida e, muitas vezes, se mantêm presas em um único conceito ou linha de raciocínio.

Mas o profissional com essa capacidade consegue mudar de forma rápida seus conceitos e, assim, acomodar novas informações e aceitação de mudanças.

É a teoria da evolução aplicada ao pensamento: sobrevive aquele que se adaptar mais rapidamente às circunstâncias.

10 – Criatividade: requisito importante para o profissional do futuro, a criatividade é uma competência que pode ser desenvolvida – fuja da ideia de que ela é um dom divino concedido apenas a alguns afortunados. Todo mundo pode (e deve) ser criativo.

O profissional do futuro precisa ser criativo, pois, dessa forma, conseguirá valorizar aquilo que está sendo feito. A capacidade de criar, recriar e até cocriar é extremamente necessária dentro de uma empresa.

Se você planeja ter (ou manter) sucesso no futuro, é importante ficar de olho nesses comportamentos e requisitos listados acima.

Procure se desenvolver e melhorar suas habilidades para não correr o risco de ficar perdido em uma zona nebulosa e sem expectativas do mercado de trabalho.

You may also like

Leave a Comment